Home / Física / Califórnio o metal mais caro e precioso do mundo

Califórnio o metal mais caro e precioso do mundo

Read on PT | EN | ES | FR | DE | IT | NO | RU | ZH | NL | FI | JA

Califórnio ou Californium é um elemento químico metálico radioativo com o símbolo Cf e número atômico 98. O Califórnio foi produzido pela primeira vez por Stanley G. Thompson, Glenn T. Seaborg, Kenneth Street, Jr. e Albert Ghiorso trabalhando na Universidade da Califórnia, em Berkeley, em 1950. Eles bombardearam átomos de cúrio-242 com íons de hélio utilizando um dispositivo conhecido como um ciclotron. Isto produziu átomos de califórnio-245, um isótopo com uma meia-vida de cerca de 45 minutos, e um nêutron livre.

Usos e Aplicações do Califórnio

Califórnio o metal mais precioso do mundo

Califórnio-252, um isótopo com uma meia-vida de cerca de 2,6 anos, é uma forte fonte de nêutrons. Um micrograma (0.000001 gramas) de Califórnio-252 produz 170 milhões nêutrons por minuto. Ele está sendo utilizado como uma fonte de nêutrons para identificar os minérios de ouro e de prata através de uma técnica conhecida como ativação nêutrons. Também está sendo usado em dispositivos conhecidos como medidores de umidade nêutrons que são utilizados para encontrar água e das camadas petrolíferas em poços de petróleo.

Compostos de Califórnio

Alguns compostos de califórnio foram produzidos e estudados. Eles incluem: Óxido de Califórnio (CfO3), Tricloreto de Califórnio (CFCl3) e o Oxicloreto de Califórnio (CfOCl).

Isótopo mais estável de Califórnio, o Califórnio-251, tem uma semi-vida de cerca de 898 anos. E decai em cúrio-247 através de desintegração alfa ou decaimento por fissão espontânea.

Preço do Califórnio

É o metal mais caro que pode ser comprado, custando aproximadamente 2 bilhões de reais o quilo.

Ocorrência

Quantidades muito diminutas de califórnio foram encontrados na Terra devido a reações de captura de nêutrons e decaimento beta em depósitos com altas concentrações de urânio. Traços de califórnio podem ser encontrados perto de instalações que usam o elemento em prospecção mineral e em tratamentos médicos. O elemento é bastante insolúvel em água, mas ele adere bem ao solo comum, e concentrações do mesmo no solo podem ser 500 vezes maior do que na água em torno das partículas do solo.

Ensaios nucleares atmosféricos antes de 1980 contribuiu com uma pequena quantidade de califórnio no ambiente. Isótopos com números de massa 249, 252, 253 e 254 foram observados em amostras de pó radioativo recolhidas a partir do ar depois de uma explosão nuclear.

Já se acreditou que o Califórnio fosse produzido em supernovas, bem como a sua decomposição corresponde a 60 dias meia-vida de 254Cf. No entanto, estudos posteriores não conseguiram demonstrar quaisquer espectros do elemento.

Produção de Califórnia

Califórnio é produzido em reatores nucleares e aceleradores de partículas.

Características Físicas

  • Número de atômico: 98
  • Massa atômica: 251
  • Ponto de fusão: 1173 K (900 ° C ou 1652 ° F)
  • Ponto de ebulição: Desconhecido
  • Densidade: Desconhecido
  • Fase em temperatura ambiente: Solido
  • Classificação Elemento: Metal
  • Período: 7
  • Grupo: actinídeos
  • Radioativo e produzidos artificialmente.
  • Ionização de Energia: 6,30 eV

  • Estados de Oxidação: 3

Referências

  • Martin, R. C.; Knauer, J. B.; Balo, P. A. (1999). “Production, Distribution, and Applications of Californium-252 Neutron Sources”. Applied Radiation and Isotopes 53 (4–5): 785–92. doi:10.1016/S0969-8043(00)00214-1. PMID 11003521
  • “Will You be ‘Mine’? Physics Key to Detection”. Pacific Northwest National Laboratory. 2000-10-25. Archived from the original on 2007-02-18. Retrieved 2007-03-21.
Compartilhe issoFacebookTwitterPinterestStumbleUponLinkedInRedditEmailGoogle+

About George

Analista e desenvolvedor de sistemas, graduando em engenharia de controle e automação, violinista amante da boa música e arte.

One comment

  1. Errata:

    CFCl3 é um composto conhecido como freon-11 e não como cloreto de califórnio, este seria CfCl3. Convencionalmente, a segunda letra de um símbolo de um elemento químico é sempre minúscula afim de evitar tais ambiguidades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>