Home / Geografia / Nivel baixo dos reservatórios – Risco de falta da água e eletricidade

Nivel baixo dos reservatórios – Risco de falta da água e eletricidade

Read on PT | EN | ES | FR | DE | IT | NO | RU | ZH | NL | FI | JA

Dono do maior potencial hídrico do mundo, o Brasil corre o sério risco de passar por sérios problemas com abastecimento de água nos anos de 2014 e 1015. A previsão é da Agência Nacional das Águas que estimou em R$ 22 bilhões os investimentos que seriam necessários para evitar o caos da falta de água. Considerando a situação atual, é possível que no próximo ano cerca de 55% dos municípios brasileiros sofram com a falta do recurso mais precioso para nossa vida.

A falta de chuvas compromete o abastecimento de água

Os baixo índices de chuva, deixam os reservatórios a níveis estremamente baixos causando problemas no abastecimentoO déficit no abastecimento deverá se alastrar para Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Distrito Federal e Porto Alegre. O grande problema não está apenas na falta de chuvas durante o período mais seco do ano. O mau planejamento da gestão das águas do país é o principal vilão da história.

Não só por parte de órgãos governamentais que não aplicam corretamente o capital nos investimentos hídricos, também pela mentalidade – da maior parte da população – que a abundância de água no país é gigantesca, o que não é verdade, até porque a distribuição do recurso é totalmente desigual. A região da Amazônia, por exemplo, que concentra 81% do potencial hídrico não oferece abastecimento satisfatório para as regiões Norte e Nordeste do país.

Baixo níveis dos reservatórios de água no Brasil

Os reservatórios das hidrelétricas estão no nível mais baixo desde 2001. As regiões sudeste e centro-oeste são as grandes responsáveis por produzirem 70% da energia do país. No Brasil 80% da energia é proveniente das hidrelétricas, e com o nível das águas lá em baixo será necessário acionar as termelétricas que tem um custo mais elevado por MWh – cerca de R$ 200 contra R$ 80 das hidrelétricas.

Racionamento de água em São Paulo

Baixo níveis dos reservatórios de água causam a escassez de recursos essencias como água e energia elétrica

Algumas cidades do estado de São Paulo já sofrem com o racionamento de água devido às altas temperaturas e a estiagem no sistema Cantareira. Os mananciais de várias cidades do interior de São Paulo estão praticamente secos. A falta de água já atinge cidades como:

  • Itu
  • Campinas
  • Sorocaba
  • Orlândia
  • Porto Feliz
  • Vinhedo
  • Valinhos
  • Salto

A chuva é esperada para o dia 15, mas enquanto ela não chega à bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí que alimentam o sistema Cantareira e abastecem 47% da região metropolitana de São Paulo se mantém com o pior nível desde 1974. Algumas cidades já fazem rodízio do abastecimento de água que em alguns casos leva ao racionamento de 18 horas por dia no caso de Valinhos. Outras cidades como Americana e Campinas estão fazendo obras emergenciais para aprofundar rios e pontos de captação de água, e outras estabeleceram multas para as pessoas flagradas desperdiçando água, lavando carros ou calçadas.

O sistema Cantareira que abastece mais de cerca de 8 milhões de pessoas, agora atua com cerca de 20% de sua capacidade total, o que é realmente preocupante já que a tempos a previsão da seca para 2014 seria severa, e a verba pública destinada a esse problema teria sido mal administrada e o planejamento para educar a população a racionar, estaria defasado.

Referências e bibliografia sobre abastecimento de água e situação energética do Brasil

  1. PEIXOTO, P. Reservatório de Furnas bate baixa histórica. Folha de São Paulo, 22 de março de 2001, p.B.10
  2. DUFEK, A. S., AMBRIZZI, T. Precipitation variability in São Paulo state, Brazil. Theoretical and Applied Climatology, v. 93, p. 167-178, 2008.
  3. CAVALCANTI, Clovis; Meio Ambiente, desenvolvimento sustentável e políticas públicas, 3a. Edição, São Paulo: Cortez Editora, 2001.
  4. ALVES, L. M.; MARENGO, J. A.; CAMARGO JR., H.; CASTRO, C. Início da estação chuvosa na região Sudeste do Brasil: Parte 1 – Estudos observacionais. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 20, n. 3, p. 385-394, 2005.
  5. AGÊNCIA NACIONAL DAS ÁGUA – ANA. Região enfrenta sérios problemas por causa da escassez de água. Diponível em <http://www2.ana.gov.br/Paginas/portais/bacias/AtlanticoSudeste.aspx>. Acesso em 07 de fevereiro de 2014.
  6. CLIMANÁLISE: Boletim de monitoramento e análise climática. Edição especial. São José dos Campos, 1996. Disponível em: <http://climanalise.cptec.inpe.br/~rclimanl/boletim>. Edições de 1999 a 2010.
  7. LIEBMANN, B.; JONES, C.; CARVALHO, L. M. V. Interannual variability of daily extreme precipitation events in the state of Sao Paulo, Brazil. Journal of Climate, v. 14, n. 2, p. 208–218, 2001.
  8. LEBVRE LA ROVERE, Emilio. O planejamento do setor elétrico brasileiro: principais problemas. Revista Travessia – Barragens. São Paulo. Publicação do CEM, Ano II, v. 2 n. 6, p-12-17, jan/abril de 1990.
  9. BILIBIO, C. A situação energética no Brasil. Jornal da Missões: 2013. Disponível em <http://www.jornaldasmissoes.com.br/colunas/carolina-bilibio/id/3551/a-situacao–energetica-no-brasil-.html>. Acesso em 7 de fereveiro de 2014.
  10. NOGUES-PAEGLE, J.; MO, K. C. Alternating wet and dry conditions over South America during summer. Monthly Weather Review, v. 125, p. 279–291, 1997.
Compartilhe issoFacebookTwitterPinterestStumbleUponLinkedInRedditEmailGoogle+

About Thiago Cardoso

Estudante de Engenharia Ambiental Curte viajar pelo Brasil, apreciar e registrar as mais belas imagens naturais do país e conhecer modos de vida diferentes.

9 comments

  1. Realmente devemos nos preocupar. se cada um fizesse a sua parte em evitar o desperdício da água e o governo investisse verba para concertar esse problemas, com certeza hoje não estaríamos em uma situação tão ruim.

  2. Lucas de Matos Campos

    O Brasil está a par de uma seca histórica se nao houver mais controle sobre os recursos do Brasil o país vai pro buraco,devemos ter mais consciência para que no futuro ter recursos suficientes para abastecer os nossos filhos netos e em geral. Bem em quanto o calor continua o consumo de recursos (energia e água) aumenta a cada dia que passa, e se não chover controle bem nem presisa falar. Sou de Santa Catarina e deixei minha opinião aqui!

    • Srs.
      Sou acadêmico de pós graduação em educação ambiental, estudando para confeccionar meu TCC (que ainda não apresentei) me deparei com diversos temas referentes ao assunto, e acho que descobri a sistemática de como nossos reservatórios hídricos são reabastecidos, as condicionantes, os fatores, os elementos envolvidos, um assunto complexo que envolve várias linhas de pensamento; enfim se eu conseguir me formar na pós nos próximos meses, terei como tema de trabalho de mestrado justamente o assunto referente a essa situação, e terá como tema: “Elementos que Influenciam o Reabastecimento do Brasil”.
      Sou Militar no CBMSC, tenho 47 anos passei a me dedicar pelos estudos depois dos 42 anos, fiz a graduação em Marketing, estou concluindo a pós em Educação Ambiental e desejo fazer o Mestrado também em Educação Ambiental, e necessito de informações quanto a apoio a pesquisa, pois os dois primeiros estudos paguei do próprio bolso, tenho dificuldades em bancar os estudos, se alguém puder me orientar quanto possível apoio a pesquisa favor retornar ao meu e-mail.
      Grato
      Sgt Ademar

  3. Cleomir Silva

    TRAGICO!!!

    • O Rio Atibaia, aqui em Campinas, já está mostrando as pedras do fundo. E o Atibaia também é fornecedor. Em Piracicaba, provavlemente, os peixes vão morrer. En~ao existe um plano C. Só o B, que o tal volume morto. Onde estão guardadas as águas que o governo pretende fornecer aos que vieram para a Copa?

  4. Água nos anos de 2014 e “1015″. Não achei o campo de reportar erros da matéria.

  5. A falta de aqua nas cidades esta nuito precaria e essa falta de aqua vem atraves de poluiçaes e desperdicios “fika a dica”

  6. Cara, o Brasil é um dos países que mais possuem água! É simples de resolver o problema! Ao invés de gastarem dinheiro com CORRUPÇÃO, tudo culpa do governo! As contas só aumentam, e não vemos nada mudando! Já era previsto essa estiagem! Porque não fizeram mais reservatórios? porque não criaram uma usina hidrelética do mar? Eu não entendo desses assuntos da energia, mas sei que poderiam sim, usar outros recursos para a energia, e poderiam fazer mais reservatórios, como está sendo construido mais 2 reservatórios em SP, a água do planeta não vai acabar!!!!

  7. É alarmante. Minha filha mora em Barueri, leciona na UNIP da Alphaville e, se não levantar as cinco meia da manhã, que é quando vem a água, tem que ir suja para a universidade. Dia desses não havia água nem para quem mora em lugares baixos. E salve a corrupção, a incompetência, o descaso!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>