Ciências e Tecnologia » Física » Pólos Geográficos e os Pólos Magnéticos Porque Eles São Diferentes?

Pólos Geográficos e os Pólos Magnéticos Porque Eles São Diferentes?

Provavelmente você já deve ter ouvido falar em  pólos magnéticos e pólos geográficos, esses termos por vezes causam confusão em muita gente, enquanto alguns mais curiosos, entendem porem se perguntam o porquê de existirem pólos magnéticos e pólos geográficos, e é isso que iremos explicar nesse artigo.

O que são pólos geográficos e pólos magnéticos?

A constelação Crux (Cruzeiro do Sul), aponta para o polo sul celeste que equivale ao polo sul geográfico projetado na esfera celeste, assim como Polaris aponta para o polo norte celeste.

Os pólos geográficos na prática consistem no ponto exato do eixo de rotação do planeta, onde um dia completo, que em outros pontos da terra como por exemplo a linha do equador é de 24 horas, no pólo geográfico sul por exemplo dura 12 meses, sendo 6 meses de completa escuridão e 6 meses de luz do dia ininterrupta. são esses pólos o Polo Norte, ou Ártico, está num ponto onde o oceano tem 4.087 metros de profundidade, e Polo Sul, ou Antártico, está a 2.992 metros acima do nível do mar, esses polos podem sofrer pequenas alterações com o passar dos séculos devido ao  próprio movimento de rotação da terra em relação à ela mesma.

Já os pólos magnéticos por definição são os pontos onde um imã aponta para baixo de maneira a formar um ângulo de 90 graus em relação à terra. É de conhecimento do homem desde de tempos antigos que a Terra atua como um gigantesco imã, fato que se deve às correntes elétricas que fluem no núcleo liquido do planeta, conforme propôs o médico e também físico alemão Walter Maurice Elsasser, em meados do século XX, porém cerca de 10% da força do campo magnético ocorre devido à correntes elétricas produzidas pela ionosfera. Os pólos magnéticos não são simétricos como os pólos geográficos ou seja não são exatamente opostos um ao outro, e a linha imaginária que os forma uma ligação entre eles (o eixo magnético), não passa pelo centro exato da terra, mas a cerca de 530 km do mesmo.

Bússula - Pólos Geográficos e os Pólos MagnéticosA Bússola e os pólos magnéticos

É com base nos pólos magnéticos que as bussolas funcionam. Criada pelos chineses por volta do século IV, e chegando à Europa por volta do século XIII, o equipamento tornou possível as grandes navegações, porém somente no século XVII, que o físico inglês consolidou a teoria dos pólos magnéticos da terra explicando o porquê do funcionamento da bússola.

Qual a diferença entre os pólos geográficos e os pólos magnéticos?

Os pólos magnéticos divergem dos pólos geográficos cerca de 1600 km, embora mudam de posição constantemente tendem a manter essa distancia aproximada. Até o início do século XIX, se acreditava que os pólos geográficos coincidiam com os pólos magnéticos, não obstante, o explorador inglês James C. Ross quando chegou pela primeira vez ao lugar do Ártico onde sua bússola apontava para o chão (o que deveria ser o polo magnético), descobriu que os ponto onde a bússola apontava não coincidia com o ponto onde acreditava-se ser o pólo geográfico. Nessa mesma época o físico Hans Oersted engatinhava com suas pesquisas sobre a relação entre o magnetismo e a eletricidade.

Os pólos magnéticos da Terra não coincidem com os pólos geográficos devido à movimentação de cargas elétricas, que deslocam o eixo magnético do planeta.

Pólos Geográficos e os Pólos Magnéticos

 

Compartilhe issoFacebookTwitterPinterestStumbleUponLinkedInRedditEmailGoogle+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


− 1 = 4

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>